WhatsApp

Marketing viral: como chegar aos trending topics

O marketing viral é uma variação do marketing cujo objetivo é fazer um conteúdo ser amplamente compartilhado, comentado e visto pelo público na internet. Trata-se de uma estratégia de baixo custo, uma vez que o conteúdo é compartilhado pelos próprios usuários, de forma orgânica, sem precisar investir em anúncios, por exemplo.

Assim, a sua empresa conseguirá o destaque  organicamente, pois é o público o responsável por repassar a mensagem. Sem contar com o estreitamento de laços entre marca e persona. Afinal, o “gente como a gente” sempre é admirado e atrai olhares de admiração por onde passa.

Para isso, a estratégia viral deve ser bem executada, de modo a conquistar a atenção e garantir essa forma de divulgação espontânea que ocorre de maneira natural. Mas, afinal, como criar uma publicação viral?

Afinal, fazer isso não é algo fácil e nem há uma fórmula exata. Entretanto, existem alguns elementos em comum que podem direcionar a criação de um conteúdo viral. Por isso, para entender melhor o assunto, continue lendo este artigo.

Por que os conteúdos viralizam?

Conteúdos viralizam porque geram identificação e despertam emoções. Podem ser engraçados, inspiradores ou ainda abordar um assunto do momento, como uma novela.

Um exemplo recente sobre isso são os memes da novela Pantanal. Com o sucesso do remake da Globo,  as pessoas começaram a fazer e publicar nas redes sociais fotos engraçadas relacionadas aos personagens. A emissora, por sua vez, entrou na onda e passou a produzir mais conteúdos do tipo em suas páginas nas redes.

Para um conteúdo ter mais chances de viralizar, é preciso ter pelo menos três destas cinco opções: emocional; engraçado; ajudar alguém; ser envolvente; fazer com que as pessoas se identifiquem com ele. Vale lembrar também que é importante que o assunto da publicação seja relevante.

Dicas para criar um conteúdo viral

Acompanhar as redes sociais

Estar de olho nos assuntos do momento é o primeiro passo para criar algo com potencial de viralizar. Os conteúdos viralizam por curtos períodos de tempo e se espalham muito rapidamente, então é fundamental não perder o timing.

Por isso, é preciso estar sempre atento às notícias, aos trending topics do Twitter, às conversas mais importantes do Facebook, ao Google Trends, à TV e também a outras plataformas, como o TikTok.

Nas redes sociais, é fundamental para desenvolver o feeling necessário para identificar a oportunidade e criar algo com potencial de gerar buzz.

A linguagem é outro fator importante, para não causar a sensação de estar fazendo algo forçado. Assim, antes de produzir o conteúdo, vale observar os termos e expressões que estão sendo utilizados na internet. Isso irá ajudar a conversar na mesma língua, facilitando o entendimento e a identificação do público com o conteúdo.

Conheça o seu público

Nem todo conteúdo é para seu público. Portanto, é importante conhecê-lo bem, tanto quem já consome seus produtos quanto clientes em potencial.

Entendendo a linguagem, atitudes e preferências dessas pessoas, você terá maior direcionamento na hora de criar.

Nem sempre o viral será sobre o seu produto ou serviço

O conteúdo viral, como falamos anteriormente, é natural. Por isso, é preciso pensar em gerar uma identificação ao ponto da pessoa não notar ou não se importar de ser algo comercial. Mas, como divulgar a marca sem parecer uma divulgação da marca?

O segredo é focar na utilidade dos seus produtos e serviços e adaptá-los a algo engraçado, rotineiro ou inspirador. Um exemplo básico, não necessariamente viral, mas com potencial de alto engajamento, é utilizar traços de personalidade. Por exemplo, “quem é você no treino?”, “o estudante de cada signo”, etc. Em resumo, um conteúdo que vai fazer com que os usuários se identifiquem, comentem e marquem os amigos.

Atenção ao título

O primeiro contato que o leitor faz com qualquer conteúdo começa pelo título. Não adianta criar um material de alta qualidade, se o título não for atrativo.

Dessa forma, esteja atento na hora de criar um título que chame a atenção, que seja interessante e desperte a curiosidade para o conteúdo completo.

Apele para as emoções

O humor, o romantismo, a nostalgia, entre outros sentimentos, são grandes fatores de identificação, pois todo mundo sente. Quando for criar suas estratégias de marketing viral, não se esqueça de se aproximar ao máximo das emoções do seu público.  

Muitas vezes, especialmente em datas como o Natal, campanhas publicitárias despertam emoções e são amplamente compartilhadas. O conteúdo humorístico é aquele que gera boas risadas e sempre cria a vontade de marcar algum amigo, familiar ou namorado.

Já a nostalgia acorda memórias felizes que estavam adormecidas, fazendo com que os usuários queiram compartilhar aquela lembrança. Este sentimento é bem trabalhado por marcas que já estão há bastante tempo no passado.

Nossas emoções influenciam na maioria das decisões que tomamos no dia-a-dia, mesmo que de forma inconsciente. Então, sentimentos despertos significam chances maiores de o material viralizar.

Cases de sucesso

Vamos agora conferir na prática alguns bons exemplos de marketing viral?

1.     Nissan – Pôneis Malditos

O case de marketing viral da Nissan, “Pôneis Malditos”, é do ano de 2011, mas até hoje é um dos grandes exemplos de marketing viral no Brasil. A ideia da propaganda para divulgar um carro off road era comparar um cavalo, que corre em qualquer circunstância, fazendo referência aos cavalos do motor, e os ‘pôneis malditos’ que odeiam lama.

Para isso, a campanha criou uma música que ficou na cabeça das pessoas por muito tempo:  “pôneis malditos, pôneis malditos, venha com a gente atolar…”.

Após o lançamento da campanha, a Nissan do Brasil terminou agosto de 2011 com um recorde de vendas da picape Frontier, desde o seu lançamento no país, em 2002. Foram 5.375 unidades vendidas naquele ano, em agosto, 81% a mais que no mesmo período de 2010.

2.     Metrô da Austrália – Dumb Ways To Die

O metrô da Austrália resolveu unir humor e conscientização na campanha “Dumb Ways To Die”. O conteúdo relevante e diferente do tradicionalmente esperado viralizou em todo o mundo e se tornou assunto até em aulas de faculdades de comunicação.

Por meio de uma animação, a campanha buscava convencer o público, especialmente adolescentes e jovens, a ter mais cuidado nas linhas de metrô e evitar acidentes.

“Dumb Ways to Die” é a campanha mais premiada da história do Cannes Lions, o maior festival de publicidade do mundo. A campanha conquistou 28 prêmios, sendo: 5 Grand Prix, 18 Leões de ouro, 3 Leões de prata e Leões de bronze.

3.     Itaú – 2022 é feito com você

“Respeito. Esperança. Humanidade. Amor entre as pessoas”. Essas palavras na voz da Bebê Alice, repetidas pela renomada atriz Fernanda Montenegro, ficaram na cabeça dos brasileiros no final de 2021.

O Itaú resolveu unir a pequena de dois anos, que faz sucesso nas redes sociais ao falar diversas palavras, com a experiência de Fernanda Montenegro, para mostrar que sempre é tempo de aprender a tornar o mundo melhor.

A propaganda encantou o público e foi bastante comentada na internet. Na época, a mãe da menina Alice, Morgana Secco, chegou até a reclamar que estavam fazendo memes inapropriados com a figura da filha, como conteúdos de cunho político ou religioso.

 

4.     Dove – Real Beauty Sketches

O filme “Dove Real Beauty Sketches”, uma criação da Ogilvy brasileira para a campanha “Retratos da Real Beleza” da Dove, atingiu a marca de 114 milhões de visualizações no YouTube e se tornou “o vídeo publicitário mais assistido de todos os tempos”.

Segundo a Unilever, o vídeo bateu o recorde anterior para publicidade on-line que pertencia à campanha “Roller Babies” da Evian, com 111 milhões de visualizações.

No vídeo,  sete mulheres deveriam descrever a si próprias a um artista forense para um retrato falado. No experimento, elas também descreveram algumas das outras participantes. Elas foram escondidas atrás de uma cortina e o artista utilizou então a autodescrição delas como a base de seus desenhos.

Ao final, o artista mostrava a cada mulher o retrato que ela própria descreveu e também um outro retrato, construído a partir das opiniões de outra pessoa. As diferenças entre os retratos mostram o quanto as pessoas têm uma imagem muito pior de si próprias, incentivando assim o amor próprio.

5.   Boulevard Saint – Luiza no Canadá

Esta propaganda não viralizou intencionalmente, mas se tornou um dos principais memes de 2012. Trata-se do comercial do Boulevard Saint, um empreendimento imobiliário de João Pessoa, na capital da Paraíba.

Tudo começou depois que o pai de Luiza, o colunista social Gerardo Rabello, foi convidado para fazer o comercial de um novo empreendimento imobiliário na Paraíba em uma TV local. A frase surgiu porque a ideia da propaganda era mostrar toda a família, mas Luiza, que tinha 17 anos na época, estava fazendo um intercâmbio no Canadá.

Foi questão de tempo até a frase “Menos Luiza, que está no Canadá” viralizar.

Quando o meme completou 10 anos, em 2022, Luiza Rabello, que atualmente trabalha como dentista, em João Pessoa, disse ao portal g1 que “foi uma avalanche de coisas acontecendo ao mesmo tempo”.

Compartilhe essa postagem:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *